X Femaçã é aberta com a presença de diversas autoridades

postado dia 15/04/2019

A Festa Nacional da Maçã teve sua abertura oficial na última sexta-feira, 12 de abril, em uma cerimônia no Ginásio Leonir Antônio Farina.

Com a participação de mais de 500 convidados, a presença do vice-governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, deputados estaduais e federal, prefeitos, vereadores e cortes de diversos municípios da Serra gaúcha, marcaram a abertura oficial da X Femaçã.
Em seu pronunciamento, o presidente da festa, Domingos Costella destacou o empenho de todos os envolvidos na realização desta edição, muitos deles voluntários, em especial a dedicação da imperatriz Fernanda Fracasso e das princesas Bruna Zanotto e Francine Bortoli na divulgação da festa. Também agradeceu o apoio das embaixatrizes e soberanas de edições anteriores da Femaçã, além de autoridades e entidades municipais, estaduais e federais, entre elas a Associação Comercial e Industrial de Veranópolis (Aciv).
O presidente resgatou a história da Femaçã, que se perpetua desde 1960, quando a comunidade de Lajeadinho teve a iniciativa de realizar a 1ª Festa da Maçã. Foi no distrito onde, em 1935, o agricultor José Bin (1897-1972) plantou em sua propriedade cinco sementes de uma maçã trazida da Califórnia (Estados Unidos). Um dos pés sobreviveu e, após enxerto, produziu uma qualidade especial de maçã que não murchava e não perdia peso depois de muito tempo guardada. Bin passou a multiplicar a macieira com novos enxertos e distribuir as mudas para os vizinhos, disseminando, assim, a variedade que mais tarde viria a ser denominada José Bin. Desta forma, Veranópolis recebeu o título de Berço Nacional da Maçã, por registrar em sua história o primeiro cultivo de macieira no Brasil.
“José Bin é responsável por todo o desenvolvimento da maçã no município e no Estado. Essa ousadia propiciou novas modalidades agrícolas. Foi através desse exemplo que evoluímos também na indústria”, acrescentou o prefeito de Veranópolis, Waldemar De Carli.
Em 1971, a Femaçã ganhou âmbito municipal com a 1ª Festa Municipal da Maçã. A celebração se tornou estadual em 1973 e, em 1976, foi alçada a Festa Nacional da Maçã, com a presença do então presidente da República Ernesto Geisel. “Começou pequena e hoje atinge patamares nacionais graças aos cidadãos veranenses, de nascimento ou de coração que, voluntariamente, num trabalho de equipe, planejam, organizam e apresentam à comunidade uma festa com inúmeras atrações”, complementou Costella.
Em seus discursos de boas-vindas, Fernanda, Bruna e Francine compartilharam a emoção que viveram desde a coroação. Durante o período, o trio esteve em mais de 30 municípios da Serra e em Porto Alegre, onde concederam entrevistas e visitaram as prefeituras convidando as autoridades para prestigiarem a Femaçã.
“Nessa trajetória, as pessoas nos perguntavam como não cansávamos. Se pudéssemos, trabalharíamos 24 horas por dia para a Femaçã, porque tudo que vivemos se resume em uma palavra: gratidão. Gratidão por representar o município que amamos e ter o privilégio de conhecer muitas pessoas”, resumiu Fernanda. O trio vestia o novo traje oficial, confeccionado por Anita e Letíca Cenci.
Representando o governador gaúcho, Eduardo Leite, o vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, encerrou a cerimônia elogiando o evento: “Que venham novas façanhas, viva a Femaçã!”, finalizou Vieria Júnior, antes de percorrer os estandes dos cerca de 100 expositores.

 

A programação completa pode ser conferida no site do evento, em
www.femaca.com.br/programacao.

 

 

SERVIÇO
O que: X Femaçã – Festa Nacional da Maçã e Feira Agroindustrial
Quando: de 12 a 14 e de 18 a 21 de abril de 2019. Horários de visitação à feira (expositores): dias 18, 19 e 20, das 10h às 22h. Dia 21, das 10h às 18h.
Onde: Parque de Exposições José Bin, Pavilhões da Femaçã - Alameda Santos Dumont, bairro Femaçã, Veranópolis (RS). Os shows nacionais (Roupa Nova e Fernando & Sorocaba) ocorrem no Ginásio Leonir Antonio Farina
Quanto: R$ 10 (entrada geral no parque). Shows nacionais terão valor diferenciado, conforme o setor e o lote. Os preços podem ser conferidos no site www.femaca.com.br.

 

Fotos: Ivane Costella Bissani

Compartilhe
nas redes