Maio Vermelho - conscientização sobre câncer bucal

postado dia 04/05/2021

No Brasil, 15 mil novos casos de câncer de boca são estimados a cada ano, cerca de 1000 só no Rio Grande do Sul. A taxa de mortalidade se mantém em 50% e o diagnóstico tardio parece ser o principal responsável por este quadro, pois quanto mais avançado, mais limitadas são as alternativas de tratamento e pior é o prognóstico.
Se diagnosticado no início, o câncer de boca tem cura. Esclareça suas dúvidas com um profissional de saúde.

 

  • O que é o câncer de boca? É um tipo de tumor maligno que acomete: lábios, gengiva, bochechas, céu da boca (palato), língua (principalmente as bordas) e assoalho da boca (região embaixo da língua).
  • Quais os principais sinais de alerta para o câncer de boca? Feridas nos lábios e na boca que não cicatrizam por mais de 15 dias, manchas ou placas vermelhas ou esbranquiçadas na boca e sangramentos sem causa conhecida em qualquer região da boca. Esses sinais podem não se confirmar como câncer de boca, mas precisam ser investigados por um profissional de saúde.
  • Além desses, existem outros sinais ou sintomas? Sim. Pode haver nódulos (caroços) no pescoço e rouquidão persistente. Em fases mais avançadas da doença, a pessoa pode apresentar dificuldade para falar, mastigar ou engolir.
  • O que pode levar a pessoa a ter câncer de boca? O fumo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas são os principais fatores de risco. Quanto maior o número de cigarros e de doses de bebidas alcoólicas ingeridas, maiores são as chances de ter a doença. Além disso, a exposição ao sol sem proteção é um fator de risco para o desenvolvimento de câncer de lábio.
  • Existem outros fatores de risco? Sim, o vírus HPV (Papiloma Vírus Humano), quando transmitido por sexo oral, está associado a casos de câncer na cavidade oral. A alimentação pobre em frutas, legumes e verduras pode também estar relacionada à ocorrência desse câncer.
  • Como descobrir o câncer de boca? Por meio do exame clínico da boca, realizado por dentista ou médico, em qualquer unidade de saúde. O exame clínico da boca é um procedimento simples de observação que não requer instrumentos especiais, podendo ser feito nas consultas odontológicas ou médicas. Com esse exame é possível visualizar lesões suspeitas e diagnosticar o câncer de boca no início.
  • O que fazer para diminuir o risco do câncer de boca? Não fumar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, ter uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes e usar preservativo (camisinha), inclusive durante a prática do sexo oral.
  • O câncer de boca tem cura? Sim, principalmente se diagnosticado e tratado nas fases iniciais.

 

Saiba mais na cartilha disponível abaixo.

Arquivos
para Download
Compartilhe
nas redes