Educação Sanitária para Produtores Rurais

postado dia 19/11/2021

O Serviço de Inspeção Municipal (SIM), em parceria com a Inspetoria de Defesa Agropecuária de Nova Prata e Veranópolis, com patrocínio do Sicredi, iniciou uma atividade de Educação Sanitária em propriedades rurais do município de Veranópolis. O projeto visa orientar produtores a cerca de duas doenças de extrema importância para a saúde animal e humana, a BRUCELOSE e a TUBERCULOSE.
A brucelose e a tuberculose são doenças infecciosas que acometem os animais e que podem ser transmitidas para os seres humanos.
A Brucelose é uma importante causa de aborto e infertilidade em bovinos e pode ser transmitida ao ser humano por meio do contato de mucosas ou lesões na pele com secreções uterinas, fetos abortados, líquidos e placentas de animais contaminados. Além do contato direto, pode ser transmitida ao ser humano através da INGESTÃO DE CARNE E PRODUTOS DERIVADOS DE LEITE (LEITE CRU, QUEIJO, NATA, MANTEIGA) FABRICADOS COM O LEITE DE VACAS CONTAMINADAS. No ser humano a brucelose manifesta os seguintes sintomas clínicos: Febre intermitente, dores de cabeça e nas articulações, infertilidade e suores noturnos.
A Tuberculose é uma doença crônica, de desenvolvimento lento, que pode causar problemas respiratórios e digestivos nos animais, sendo que os animais com tuberculose manifestam os sintomas apenas em estágio muito avançado da doença. Pode ser transmitida ao ser humano através das secreções nasais de bovinos infectados e, principalmente, através da INGESTÃO DE CARNE E PRODUTOS DERIVADOS DE LEITE (LEITE CRU, QUEIJO, NATA, MANTEIGA) FABRICADOS COM O LEITE DE VACAS CONTAMINADAS. Nos humanos, a Tuberculose pode provocar tosse e catarro, perda de peso, emagrecimento, fraqueza, febre e diarreia.
As duas doenças também são de extrema importância econômica, uma vez que a doença causa diversos prejuízos aos produtores, dentre eles a queda na produção de leite e de carne, condenação de carcaças com lesões de tuberculose no abatedouro e eliminação (sacrifício) de animais positivos.


Como evitar a doença no rebanho?
- Não existe tratamento para a brucelose e tuberculose bovina, portanto a prevenção da entrada da doença é a chave do controle.
- O produtor deve testar os animais e adquirir apenas animais negativos para brucelose e tuberculose;
- Para a prevenção da Brucelose deve ser realizada a vacinação das terneiras de 3 a 8 meses de idade.


Como evitar a doença em humanos?
- Consumindo carne, leite e derivados de animais INSPECIONADOS;
- Adquirindo produtos de origem animal INSPECIONADOS!
- Fervendo o leite cru por no mínimo 10 minutos antes de consumir;
- Utilizando Equipamentos de Proteção Individual (luvas) quando entrar em contato com animais e secreções dos animais (auxílio de partos, procedimentos reprodutivos, contato com placentas e fetos).


O projeto será realizado primeiramente em propriedades com histórico de animais com lesões das doenças no abate e posteriormente será realizado em comunidades, eventos e escolas municipais.

Compartilhe
nas redes